Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



21
Out16

...

"Caminhas no fogo que criaste e deixaste

Trilhas destinhos, sem planos ou mente

Vivendo o agora, de quem ri, chora ou sente

Num dia lua, noutro sol, todos eles só

Afastas e largas, falas e escutas

De fogo percebes, de água refletes

Alicias o tempo, encolhes o momento,

Tudo isso num instante, incessante,

Como quem foi de rompante, 

Mas deixou pó, levantou voo sem dó

Por um livro, aberto, lido, usado,

Sem a verdade escondida no gelo,

Das linhas, do ser, do cabelo,

De buraco empunhado preenches o desejado

Satisfeito, metes-te no peito

Sem data de partida, de meta cortada

És fruto da carne, és donzela safada

Que deixa o vazio na cama e almofada,

De espinhos e algodão, agridoce,

Mas quem é o sábio, que esperava que fosse,

Outra lira, outra sina, que o povo imagina

Sem um vislumbre aos demais

Que sem saber dissolvem os sais

De um vício, do gesto e desgosto

Uma ferramenta que serve para sobreviver

Independentemente do que acontecer,

Porque os muros são altos

Mas as janelas abertas

Mostrando ao mundo conquistas correctas,

E territórios anexados

Em prol do teu sustento, lamento mas alimento

Essa escuridão no interior e explendor

Porque deixaste a arte.

A arte e a dor.

 

Passeias teus ares numa sala vazia

Ainda que soltando louvores, mas causando azia

Sem intenção, é tua profissão até nas artérias,

A tempo inteiro e sem tempo para férias

De um clube diferente, o das raças.

Onde só entra quem tem muitas taças

Quem se orgulha que morde e agarra,

Quem acorda e dorme com garra,

A ensinar os cegos, os brandos, nas praças

É de quem será um dia de peito cheio a raçuda

Mas agora é professor quem te vê no que faças

É guerreiro o corajoso que te estuda,

Que te cala escutando-te muda."

- Rogério "Marroquino" Caçarola

Autoria e outros dados (tags, etc)


calendário

Outubro 2016

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031